sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Cultura?!

Toda vez que paramos para refletir sobre o significado de cultura nos deparamos com vários empecilhos. Grande parcela da população se confunde e entende como cultura a erudição, que na verdade é um amplo conhecimento, adquirido, sobretudo pela leitura.
Cultura é a valorização, entendimento e compreensão de cada ser humano, suas vivências e seus sentidos. Os elementos transformados pelos homens já são reflexos de sua cultura, todas as formas de expressões e manipulações devem ser levadas em conta.
Na visão de Jéssica Calepso Arce, acadêmica de psicologia, “não existe cultura superior, toda forma de expressão deve ser respeitada, cada cultura é única, depende do nosso entendimento”.

Já na concepção de Lucas Yahn, a cultura realmente não estaria relacionada à erudição, porém, se há um modo de analisar se um povo é superior a outro, com certeza é pela cultura de tal; “será que a Jéssica, citada acima, poderia dizer que os japoneses são iguais aos bolivianos, sua cultura está no mesmo nível, assim como a cultura dos maias estava no mesmo nível da cultura dos nossos guaranis? vede história, construções, histórico de saúde, natalidade (...) etc.

Será que há cultura superior? O que pode ser chamado de inferior? Burrice? Mediocridade?

Diz o nômade:
- Minha comida acabou, preciso pegar minha família, minhas coisas e vagar até encontrar mais comida.
Diz o sedentário:
- Vou regar isso aqui logo. Mês que vem teremos mais couve.

Cultura inclui frescuras e necessidades?

“Casar com um canino, comer carne de cachorro, adorar vacas, cortar o clitóris da mulher, manipulação de metais, cidades planejadas, a necessidade de um deus único sobre tudo (Tupã), circuncisão (levando em conta que o povo judeu tem a menor taxa de câncer no últero devido a essa tradição). É... realmente, não há cultura superior,” comenta ainda.

Quanto a "respeitar".. isso é uma questão de caráter apenas.

Fim? Acho que sim.

5 comentários:

Rock Ronald disse...

Acredito que seja diferente uma de outra, pois há sim uma grande influencia no crescimento de uma população, pois a tecnologia é um grande item no meu pensar. A cultura é individual, mas tem seus resultados, EX. E.U.A comparada a Africa.

Alline disse...

A visão que se tem de uma determinada cultura depende muito da noção de ética de cada um - mas essa "ética" com certeza foi montada com princípios da própria cultura - mas, mesmo que uma cultura seja, na sua visão, inferior à sua (ou à outra) é preciso respeitá-la, o que, definitivamente, não é nada fácil.
No caso dos judeus, vendo pelo lado da medicina e da religião (deles), a circuncisão é uma perfeita opção, mas muitas pessoas diriam "coitado do menino" (obviamente por terem vivido em uma cultura diferente).
E, tanto o nomadismo quanto o sedentarismo tem suas qualidades e defeitos. Por exemplo, o nômade não destrói a fauna natural para fazer uma fazenda ou instalar indústrias; e o sedentário não precisa andar em busca de alimento e se mudar sempre que a situação é desfavorável no local. Ou seja, o nômade se adapta aos locais por onde passa e o sedentário adapta o local a seu favor.
Muitas culturas são superiores e inferiores à outra em algum setor, sob determinado ponto de vista.

Mudando de assunto..muito legal esse blogger! Fala de coisas interessantes!

Alan disse...

dificil colocar mesmo em parametros de 'melhor e pior'.
ate pq é importante que exista a variedade cultural.

o conceito melhor e pior pode estar nos olhos de quem ve.
apesar que comer com ratos, casar com cachorro, e sacrificios humanos. ultrapassa certos limites do 'bom senso' haha.. mas é isso ai.

mehdimeuri disse...

hmm... eu axo q, por exemplo, uma construçao indigena, para um indio, eh mto mais importante e interessante do q seria uma piramide maia... do mesmo jeito q para os maias, uma construçao indingena nao teria o menor significado...
axo q cada um tem o direito de exercer sua cultura, independente de qual seja...
mas enfim... superior ou inferior, viva a diversidade cultural!!!
se ela nao existisse, o mundo seria um pessimo lugar pra se viver!
bjusss

Luiz Martins disse...

Tenho certeza de que podemos chamar, em certos aspectos, uma cultura de superior a outra. É importante que exista a variedade cultural,claro, cada cultura é única... mas isso não muda o fato de que existem soluções e maneiras de pensar mais efetivas para determinadas questões, e isso diferencia as culturas superiores das inferiores.