sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Cultura?!

Toda vez que paramos para refletir sobre o significado de cultura nos deparamos com vários empecilhos. Grande parcela da população se confunde e entende como cultura a erudição, que na verdade é um amplo conhecimento, adquirido, sobretudo pela leitura.
Cultura é a valorização, entendimento e compreensão de cada ser humano, suas vivências e seus sentidos. Os elementos transformados pelos homens já são reflexos de sua cultura, todas as formas de expressões e manipulações devem ser levadas em conta.
Na visão de Jéssica Calepso Arce, acadêmica de psicologia, “não existe cultura superior, toda forma de expressão deve ser respeitada, cada cultura é única, depende do nosso entendimento”.

Já na concepção de Lucas Yahn, a cultura realmente não estaria relacionada à erudição, porém, se há um modo de analisar se um povo é superior a outro, com certeza é pela cultura de tal; “será que a Jéssica, citada acima, poderia dizer que os japoneses são iguais aos bolivianos, sua cultura está no mesmo nível, assim como a cultura dos maias estava no mesmo nível da cultura dos nossos guaranis? vede história, construções, histórico de saúde, natalidade (...) etc.

Será que há cultura superior? O que pode ser chamado de inferior? Burrice? Mediocridade?

Diz o nômade:
- Minha comida acabou, preciso pegar minha família, minhas coisas e vagar até encontrar mais comida.
Diz o sedentário:
- Vou regar isso aqui logo. Mês que vem teremos mais couve.

Cultura inclui frescuras e necessidades?

“Casar com um canino, comer carne de cachorro, adorar vacas, cortar o clitóris da mulher, manipulação de metais, cidades planejadas, a necessidade de um deus único sobre tudo (Tupã), circuncisão (levando em conta que o povo judeu tem a menor taxa de câncer no últero devido a essa tradição). É... realmente, não há cultura superior,” comenta ainda.

Quanto a "respeitar".. isso é uma questão de caráter apenas.

Fim? Acho que sim.

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Lucas pensando...



Auto-defesa

Triste ver que algumas pessoas procuram de todo jeito manter Deus longe de suas vidas.

Usam das mais variadas estratégias...

Tenho a impressão de que até usariam os alarmes e grades de suas casas pra se proteger de Deus se pudessem.
Há os que negam que Deus existe; outros questionam Seu modo de agir com perguntas do tipo:
Se Deus é justo, por que permite tanta injustiça no mundo? Se Deus sabe tudo, por que nos criou com liberdade de escolha, sabendo que optaríamos pelo mal? Por que muitas vezes o comportamento dos que dizem crer em Deus é tão contraditório? Os mais estranhos argumentos são usados para manter Deus bem longe.

Mas o que Ele está querendo tirar de nós??? Nada!

Ele quer nos presentear. Ele nos enviou Jesus, por amor a nós; deveríamos ao menos avaliar essa questão, verificar o que há por trás de Sua oferta de perdoar toda a nossa culpa. Deveríamos deixar de praticar defesa pessoal.

Fora que, a maioria dessas barreiras contra Deus são apenas emprestadas dos outros, não são nem convicções pessoais profundas e maduras. São desculpas baratas pra algum tipo de medo da 'responsabilidade a partir do caráter'. Mas todas elas são armadilhas onde nós mesmos acabamos caindo.

Tomo é muito cuidado para não me destruir com minhas próprias armas e espero que as pessoas que eu amo assim o façam também...

Lucas Yahn.

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Rotina



- Bom dia!!
- Bom dia..

- Oi Lucas.
- E ae?!
- Ow, terminou lá o logo do IPTU?
- Ah só.. peraê, e o do mercado??
- Abandona isso aê, faz o logo. é pra hoje de tarde.
- Olha essa música do Catedral, Lucas.. linda a letra!
- ..certamente que é (¬¬'). Abre o "youtube"; clica aí, espera carregar.
- Humm. Tive uma idéia.
- Que é isso aí?
- Ah, é q.. - Renata, fica na sua. Hein, Pedro?
- Gordo! - Foi comprar caldo de cana.
...
- Não vou em bar pra ver banda tocar, pow. Moh bagulho de idiota..
- Certeza.
- E o bambú?!..

- Ó maiúsculo, ó minúsculo





quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Será?


Mulher toma chá, conversa e chora assistindo novela.
Homem toma cerveja, assiste futebol e grita gol.
Mulher assiste, aprende e prepara um bom almoço de domingo.
Homem come, dorme, assiste futebol, come e dorme de novo.
Mulher penteia o cabelo e se perfuma.
Homem faz a barba e coça o saco.

Daí vem a grande duvida:
A Rogéria coça o saco?
Pedro Porcino

EMOCENTRO


Já identificou algum? Tome muito cuidado para não cair em um deles!
Saiba como identificar um 'emo':

Pseudo-punks melodramáticos, modistas, que simulam abalo psicológico e/ou amoroso, mostrando-se geralmente depre e/ou tristes, ouvindo músicas totalmente neo-sertanejas
(de corno/dor-de-cotovelo) porém camufladas por levadas oriundas do punk e/ou hardcore.

Tentam mostrar que se escondem, mas são, apesar de tudo, os mais preocupados com popularidade na prática, tentam um isolamento ilusório quando na prática tornam-se altamente pops pela atenção que pretendem com o visual ridiculamente copiado uns dos outros e ainda assim com idéia de atitude.

Eles nunca admitem ser, mas podem ser facilmente reconhecidos por indicadores como cabelo lambido, franja no rosto, crises de choro, cabelos coloridos e expressões como "miguxo", "fofuxo", "Srto." e "...do meu core S2".

Se você encontrar um, aconselho, mate imediatamente.

Lucas Yahn.

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Coisas da mídia

- Cara... Qualquer dia as baratas dominam o mundo.
- Não fala besteira, barata é um bicho inútil.
- Tá louco? Em tudo quanto é canto tem barata, tem até barata de água!
- Isso não quer dizer nada, os camarões, por exemplo, são muito superiores as baratas.
- Camarão? Da onde tu tirou isso?
- Cara... Camarão se comunica por telepatia.
- Telepatia é o escambau! Segundo o dicionário camarão não passa de um pequeno crustáceo decápode, enquanto as baratas são insetos ortópteros, velozes e vorazes. Tu acha mesmo que um pequeno crustáceo decápode pode dominar o mundo?
- Claro!
- Mesmo em caso de uma explosão nuclear?
- Esse negócio de explosão nuclear não existe isso é coisa da mídia.
- Da mídia tipo o Terrasamba?
- Não, tá mais pra tipo o Dado Dollabela.
- O que o Dado Dollabela tem a ver com explosão Nuclear?
- Cara, são duas coisas que se estourarem é certeza que vai dá merda.
- Tá aí. Nisso eu concordo contigo.

Rafael Boch

terça-feira, 20 de novembro de 2007

SE O PROBLEMA É SEU...

Assim como todos, diariamente eu passo por problemas diversos que nem sempre dependem especificamente de uma "solução". De um modo talvez inconciente e cada um à sua maneira, todos nós enquadramos cada problema em algum padrão de solução

Alguns jogam nas mãos dos pais, outros bebem até esquecer, há também quem crie ministérios...
uns jogam esses problemas em músicas, o que me parece tão inútil quanto um ministério, enfim; essas coisas inconcientes acabam dificultando na solução justamente por não terem sido pensadas
com racionalidade desde o começo. desde que eu parei pra pensar nesses "padrões"
eu tenho resolvido tudo muito facilmente e rápido.
os meus padrões de solução são bem simples e só tenho 2 (dois);

Num mosteiro da Coréia do Sul, os alunos se preparavam para um teste de graduação quando foram levados por um de seus superiores a uma sala.
Eles foram dispostos pelo monge de forma que todos ficassem à mesma distância do centro da sala, onde havia um vaso antigo caríssimo com flores.
Apontando para o vaso, só foi dito o
seguinte:
- Lhes apresento um problema. Agora problema é de vocês.
Os alunos no mesmo instante aperceberam-se de que a situação toda se tratava já do tal teste, o que preocupou, pois ninguém imaginou o que deveria ser feito. O monge havia saído já da sala logo após ter dito, ficou do lado de fora e tempos depois ouviu um barulhão. Alguns minutos depois, talvez horas, um dos alunos
tomou uma atidude realmente interessante. Ele dirigiu-se até o centro da sala, pegou em suas mãos o vaso e o arremessou com toda a força ao chão.
O monge entrou correndo, olho para o tal aluno e disse:
- Finalmente alguém resolveu o problema. Você passou no teste.

Bom... se você tem um problema, resolva-o agora mesmo se possível! Pra outros casos eu lembro da seguinte frase: "o que não tem solução, solucionado está".

e passo bem. A angústia as vezes chega a ser um problema maior do que a própria causa.

Lucas Yahn.